Era a quem merece

Depois de 50 anos o dia 31 de julho é o último dia em que a thyssenkrupp fabrica elevadores e escadas rolantes, tapetes rolantes e pontes de embarque. Nesta data termina uma era. Um dia mais tarde a Business Area Elevator Technology não vai mais fazer parte do Grupo, mas pertencer oficialmente aos novos proprietários, um consórcio das duas empresas de participação privada Advent e Cinven e a fundação RAG. Agora é tempo de lembrar – uma história de sucesso.

Desde 1952 o negócio de elevadores faz parte da thyssenkrupp, através de sociedades antecessoras. O que começou numa serralheria no século 19 e vai ser uma empresa independente no dia 1° de agosto de 2020 atingiu um ponto culminante provisório aos 22 de junho de 2017. Na torre de teste da Elevator em Rottweil na Suábia mais de 200 convidados testemunharam um processo inacreditável. Com um toque num botão, Andreas Schierenbeck, CEO daquela altura, colocou uma cabina em movimento em um dos nove poços de elevador: primeiro alguns metros para a esquerda, depois ele fica parado por alguns segundos, para depois desaparecer silenciosamente subindo o poço. Houve um grande júbilo, todos aplaudiram. Eles acabaram de vivenciar a viagem inaugural do primeiro elevador sem cabo, que pode transportar os seus passageiros em sentido vertical e horizontal, graças à tecnologia de motor linear. O nome da inovação é MULTI que é um marco na história da técnica de elevadores. O MULTI economiza espaço, é adequado para edifícios muito altos e oferece novas possibilidades de desenho de arquitetura.

O MULTI simboliza muito das coisas que representam a thyssenkrupp Elevator: espírito criativo, arte de engenharia e crescimento.

ESPÍRITO CRIATIVO

Nas décadas passadas, a Elevator Technology antecipou muitas tendências e revolucionou o negócio. Um dos destaques de produto é, por exemplo, o TWIN, um sistema de elevadores, no qual duas cabinas se deslocam num poço, independentes, uma da outra. Um software inteligente controla a operação, o que permite que os passageiros alcancem o seu destino mais rapidamente. O TWIN também é um bom negócio para a entidade operadora. Ele economiza um quarto do espaço em comparação com um sistema tradicional com a mesma capacidade de transporte. A utilização do Hololens, um minicomputador disfarçado de óculos, acelera a manutenção e a reparação dos sistemas de elevadores. A Elevator Technology é a primeira empresa que usa a Realidade Mista e equipou a sua equipa de serviços com o dispositivo desenvolvido pela Microsoft. MAX, o sistema de manutenção preventiva baseado em nuvem reduz os tempos de parada de elevadores, informando automaticamente sobre a substituição necessária de peças ou uma manutenção necessária. Por último, mas não menos importante, graças à levitação magnética e o software de controlo inteligente, o MULTI quebra o preceito de que elevadores tem de estar suspendidos em cabos e só se deslocam em duas direções – para cima e para baixo.

As inovações não são frutos de acaso. A thyssenkrupp Elevator investiu em pesquisa e desenvolvimento a longo prazo e em muitas plantas. Várias torres de teste pequenas e três grandes – além da torre em Rottweil há uma na China e uma nos EUA – permitem a operação de teste em condições realistas. Graças a uma rede mundial de centros de inovação e desenvolvimento de produtos (PDC) e aos investimentos no espírito criativo, a Elevator sempre de novo alcança novas áreas. Para que, por exemplo, robôs também possam trabalhar em todos os andares nos edifícios, os desenvolvedores da Elevator desenvolveram uma interface de software que permite que o robô use os elevadores independentemente.

ARTE DE ENGENHARIA

Cada projeto é diferente, cada encomenda cria novos desafios, cada produto tem de ser adaptado à realidade concreta. Resumindo numa frase: Elevadores não são sempre iguais e escadas rolantes também não são. Isso requer as habilidades de engenheiros e técnicos para cada caso individual. Quão importante isso é mostram os projetos principais que a Elevator Technology realizou em quase todos os continentes nos anos passados.

  • Escadas rolantes para o metrô em Tbilissi, Geórgia

  • Em 2017, a empresa de escadas rolantes de Hamburgo executou um trabalho pioneiro para esta encomenda. As escadas rolantes para uma estação na capital da Geórgia cobrem uma diferença de altura de 45 metros. Com um comprimento de 110 metros elas são as escadas rolantes mais compridas e mais estreitas que a Elevator construiu até a essa altura. Assim, é possível instalar três em vez de duas escadas rolantes num tubo e a aumentar 50 por cento a capacidade de transporte. Os engenheiros conseguiram isso em Hamburgo, instalando o motor de acionamento debaixo das escadas rolantes. A solução esperta propagou-se e, entretanto, também é usada em outros lugares: Em Baku, Azerbaijão, a empresa de Hamburgo forneceu mais duas escadas rolantes com base neste princípio no ano passado.

  • Pontes de embarque, escadas rolantes e tapetes rolantes para o aeroporto no Rio de Janeiro

  • Antes dos Jogos Olímpicos no Rio 2016 a Elevator preparou o maior aeroporto do Brasil para o megaevento. Além da troca de escadas rolantes e da instalação do maior tapete rolante do país, com um comprimento de 100 metros, ela equipou o aeroporto com 26 novas pontes de embarque. A maior delas pode ser estendida até a 45 metros. Todas elas possuem um sistema de segurança automático que evita colisões. Graças a estas pontes de embarque, mais aviões e aviões maiores podem aterrar no Rio.

  • Elevadores TWIN para um edifício Highrise em Londres

  • Inovação traduzida para a realidade: Para o arranha-céu de quase 200 metros de altura ”The Scalpel“ no centro financeiro de Londres a Elevator Technology forneceu os elevadores, entre eles, 11 sistemas TWIN. A solução que economiza espaço permite que os donos da obra comercializem cerca de 30 por cento mais área de escritório. Para os locatários o sistema TWIN eficiente economiza tempo, devido aos menores tempos de espera e de transporte.

CRESCIMENTO

Desde o início, a thyssenkrupp considerou o setor de elevadores um negócio com grande potencial de crescimento. Mas o início não foi espetacular. Nos anos 50 o Grupo Rheinstahl comprou uma empresa de elevadores em Hamburgo, no início dos anos 70 outra em Estugarda. Devido à aquisição da Rheinstahl pela Thyssen no ano de 1974 e a fusão seguinte da Thyssen Stahl AG com a Krupp Stahl AG em 1999, o setor de elevadores finalmente torna-se uma parte do novo Grupo industrial thyssenkrupp. Nesta altura a empresa já desempenhava um papel importante na construção de elevadores e escadas rolantes. A aquisição da M.A.N.-Aufzugsbau no ano de 1984 foi de importância especial para a expansão. A seguir, tudo se desenvolveu rapidamente. Aqui constam apenas alguns marcos:

1986 Participação numa empresa de elevadores em Toronto, Canadá

1987 Aquisição dum fabricante holandês de elevadores de escadas

1991 Construção duma fábrica para escadas rolantes na Espanha

1995 Fundação da Elevator China, construção duma fábrica em Zhongshan

1998 Aquisição da firma Dover Elevators com sede nos EUA e Canadá

1998 A thyssenkrupp Elevator é o terceiro maior fabricante de elevadores do mundo

2001 Aquisição do concorrente KONE na América do Sul

2003 Fundação duma joint venture na Coreia do Sul

2006 Outra fábrica na China

2019 Compra de mais duas empresas de elevadores nos EUA

Hoje, a thyssenkrupp Elevator exerce atividades em mais de cem países. Mais de 1.000 locais de serviço e venda mostram a proximidade ao cliente da empresa. Mais de 50.000 trabalhadores contribuem para o sucesso do setor de elevadores. A empresa de elevadores tornou-se um oferecedor global de soluções de mobilidade para além de subir ou descer. Software, inteligência artificial e a Internet das Coisas ficam mais e mais importantes no ramo e a Elevator Technology está bem à frente neste desenvolvimento.

A partir do dia 1° de agosto a empresa vai ser independente, com proprietários fortes nos bastidores. Numa carta para o pessoal da Elevator, a chefe da diretoria executiva e CEO Martina Merz comenta: ”Orgulhamo-nos do tempo de grande êxito em que estivemos juntos.“ Ela e os seus colegas da diretoria estão convencidos de que os novos proprietários vão manter a empresa na rota do crescimento. “Queremos agradecer o seu empenho de muitos anos e a sua dedicação extraordinária pela thyssenkrupp“, refere a carta. E talvez isso seja o início duma nova era para a Elevator Technology.