Uma queda com consequências

A Elevator Technology opera uma fábrica moderna com alto grau de segurança em Pune, na Índia. No entanto, um acidente ocorreu quando o motorista de uma empresa terceirizada de transporte caiu do teto de um caminhão durante o carregamento. Parte 3 da nossa série sobre a segurança no lugar de trabalho.

Na fábrica da Elevadores em Pune, na Índia, o fim do turno é iminente. Um caminhão acaba de chegar à estação de logística e deve carregar pallets com componentes elétricos para elevadores na Doca n. 1. O processo é executado de forma rápida e suave, e, após um curto período de tempo, o motorista do caminhão pode começar a fechar o compartimento do caminhão e cobri-lo com uma lona. Para prendê-la, ele sobe no teto do veículo pela parte de trás. Neste momento, a fábrica está quase deserta e a força de trabalho, em sua merecida noite de descanso. Enquanto o motorista puxa a lona e tenta apertá-la, ele de repente perde o equilíbrio e cai do caminhão para a plataforma de carregamento e de lá para o chão. Ele fere a cabeça e a perna direita.

Sua sorte: a equipe de segurança da doca viu o homem ferido e imediatamente relatou o acidente ao centro de segurança. Este, por sua vez, acionou a ambulância da empresa, enquanto os seguranças ajudavam o motorista ferido. Dois deles o acompanharam até o hospital mais próximo, onde ele recebeu atendimento médico.

"Ficamos todos chocados com o desastre", disse S. Sundar, chefe do departamento de armazém e logística da fábrica de Pune. Até então, nunca houve um acidente na planta. Ela entrou em operação em maio de 2017 e os regulamentos e procedimentos de segurança são de última geração”, diz Sundar. Exceto na estação de logística. Na época, havia uma análise dos perigos que poderiam ocorrer durante o carregamento e o descarregamento, especialmente quando se trabalha no teto de um caminhão. Mas medidas que poderiam proteger contra um acidente ainda não haviam sido implementadas.

Imediatamente após o acidente, o Sr. S. Baskaran-Sr. V.P. (Head de Manufatura) iniciou uma investigação que revelou várias deficiências, em primeiro lugar a falta de um sistema de segurança para trabalhar em alturas na área das docas e indicações do potencial de risco ou medidas de segurança. Além de otimizar o processo, o fornecimento de ferramentas adequadas também faz parte disso.

Kailasnath Uthale, gerente responsável pela segurança do trabalho, diz: "Nossa cultura de trabalho já é muito voltada para a segurança e saúde por meio da melhoria contínua dos sistemas de segurança. Mas temos que manter a atenção redobrada." Para isso, são realizadas reuniões de segurança uma vez por mês com todos os colaboradores.

"Nós deixamos claro para eles que a segurança no trabalho é primordial e que nenhuma situação justifica ignorar as normas de segurança".

O que melhorou desde o acidente?

Após o acidente, a diretoria da planta rapidamente tomou uma série de medidas para aumentar a segurança dos prestadores de serviço de transporte. O mais importante foi a instalação de um sistema de segurança para trabalhar em grandes alturas. Isso evita que os trabalhadores caiam do teto do caminhão. Qualquer pessoa que vai para o teto de um caminhão deve ser amarrado com um cinto que o impede de cair no chão. Ao mesmo tempo, a sinalização agora alerta sobre o uso do cinto. Os supervisores de transporte da Elevadores receberam treinamento intensivo sobre o que fazer e o que não fazer quando trabalham no teto de um caminhão. As empresas terceirizadas de transporte também foram convidadas e informadas sobre as normas de segurança e as consequências caso estas não sejam observadas. Finalmente, um processo uniforme para trabalhar em altura foi desenvolvido.

Que lições podemos aprender com o acidente?

Trabalhar em altura, seja no teto de um caminhão, em um poço de elevador ou em andaimes, sempre envolve um alto risco de acidentes. Acima de tudo, as consequências de um acidente podem ser consideráveis.

Todos devem, portanto, levar o tempo necessário para tomar as medidas de segurança estabelecidas - mesmo que o uso do sistema de segurança prolongue o tempo de trabalho para a conclusão da tarefa.

Nós, da thyssenkrupp, também somos responsáveis pela segurança dos prestadores de serviço que vêm às nossas fábricas, por exemplo, fornecedores ou motoristas de transporte. Isso significa que devemos oferecer locais de trabalho seguros, instruir sobre as normas de segurança e garantir que elas sejam cumpridas.

Para perguntas sobre o caso descrito, é favor contatar-nos. Podem fazer perguntas detalhadas na wecare@thyssenkrupp.com. Tentaremos respondê-las junto com os colegas responsáveis. Pedimos um pouco de compreensão para o fato de não indicarmos diretamente o responsável. Nem sempre estes relatórios terminam sem pessoas feridas e as pessoas afetadas devem poder decidir se e como querem relatar sobre isso.